Categories news

Roubaram meu Whatsapp comercial. E agora? O que pode acontecer? Como posso recuperá-lo?

A sensação é de desespero e só quem passou por uma situação de roubo de Whatsapp sabe do que estamos falando – afinal, hoje em dia, quase tudo é feito através do aplicativo: conversas, transferências de arquivos, envio de áudios e até mesmo algumas operações financeiras, que se tornaram possíveis com a nova função do Whatsapp Pay.

O roubo de conta pode acontecer, mesmo com os usuários que já estão adaptados ao aplicativo, pois mesmo com todos os cuidados com o uso, as pessoas estão sujeitas a ação dos estelionatários, que estão ficando cada vez mais criativos para extrair as nossas informações pessoais. E quando falamos de um whatsapp de empresa, a situação se agrava terrivelmente, pois os contatos e dados comerciais, muitas vezes sigilosos, ficam expostos aos hackers.

A justiça ainda está muito despreparada para a ação nos casos de crimes digitais, já que essa renovação tecnológica foi recente e há todo um processo de implementação de protocolos (cujo atraso se agravou durante a pandemia); e portanto, não há ainda treinamentos específicos de ação, com atuação constante dos policias, para a resolução desses casos.

A Lei nº 4.155, prevê a condenação de 4 a 8 anos de cadeia pelo crime de fraude eletrônica, ou seja, quem utiliza dispositivos para obter informações de uma vítima que foi enganada por meio de redes sociais, contatos telefônicos ou envio de correio eletrônico fraudulento.

Mas, e aí? Como resolver? Para recuperar sua conta, você deverá contar com uma boa dose de paciência, pois terá que se atentar a diversos pormenores. Caso tenha ativado a autenticação de dois fatores, para ter certeza de que sua conta foi roubada, entre no WhatsApp, digite o número de telefone e você receberá um código de verificação de seis dígitos, via SMS. Depois que você inserir esse código, a pessoa que estiver usando a sua conta será desconectada, de forma automática. Se aparecer uma opção para informar o código de verificação de duas etapas e você não conseguir visualizar esse código, é muito provável que a pessoa tenha ativado a autenticação de proteção antes de você.

É meio chato, mas caso isso aconteça, se acalme, pois deverá esperar um prazo de sete dias para tentar acessar a conta sem o código. Ainda assim, quem estiver usando a sua conta será desconectado. Quanto a esta questão, não há com o que se preocupar: quando não conectado, o aplicativo usa a criptografia de ponta a ponta, que dá ao usuário e ao destinatário uma chave especial para desbloquear e ler as mensagens. Cada mensagem que você envia está protegida por um cadeado, e apenas você, com seu aplicativo aberto, e a pessoa que recebe a mensagem, têm a chave necessária para ver o conteúdo. Isso acontece de forma automática e não é preciso ativar nenhuma configuração do seu aplicativo. De qualquer forma, não dê bobeira e faça logo um Boletim de Ocorrência!

Você deve imediatamente avisar ao seus contatos, porque é muito comum que os bandidos peçam para que as pessoas façam pix, transferências ou depósitos, se passando por você.  Os bandidos muitas vezes até criam histórias que contextualizem o pedido. Caso alguma pessoa tenha feito transferência, comunique a instituição bancária.

Providencie cópias (prints) das conversas realizadas, bem como do comprovante de pagamento. É importante que você salve absolutamente tudo o que puder, pois qualquer informação, ainda que pareça desnecessária, ajudará muito na tarefa de reaver a conta. Avise em suas demais redes sociais e peça aos seus conhecidos para repassar a informação, para que os meliantes não consigam obter nenhuma vantagem. Com tudo em mãos, abra um chamado através de e-mail para o suporte de Whatsapp e aguarde as informações passadas por eles.

Tem uma conta de Whatsapp comercial que precisa ser recuperada? Fale com nossa equipe! Nossos clientes contam com uma base de consultores experientes, que ajudam na retomada de sua conta e trabalham para manter a segurança dos seus dados!

Categories news

Cobrança indevida de telefonia: como proceder?

Sustos e dores de cabeça com a conta não são raridade quando não se possui gestão de telecom. A cobrança indevida ocorre quando a empresa que presta o serviço de telefonia ou dados cobra de seu cliente um valor que não tenha sido realmente gerado por ele, ou caso a cobrança esteja em desacordo com o que foi tratado entre as partes. E não é algo raro de acontecer, pois de acordo com a Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), por meio do Sindec (Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor), a cobrança indevida é o problema mais demandado no Procon (cerca de 27,94% de todas as reclamações), com a telefonia sendo o setor predominante dessas reclamações (cerca de 21,28% do total).

Mas então, como agir? Primeiro de tudo, é importante identificar o valor indevido, triando os pormenores da situação. É preciso entender se a cobrança não aconteceu do mesmo modo como foi acordada diante do contrato, verificar se a fatura já foi paga e, por algum erro da empresa prestadora ainda foi dada como aberta… Enfim, é preciso sondar todas as possibilidades.

Caso haja realmente um valor em desacordo, não há outro jeito, além de contestar. As empresas normalmente disponibilizam canais para a resolução desses problemas, em que o consumidor pode deixar claro a sua posição sobre a dívida, questionar a procedência da cobrança e negociar o que pode ser feito para a resolução do problema. Porém, não é uma tarefa fácil, pois o cliente pode ficar horas aguardando no telefone, esperar o contato dos atendentes sem nenhum retorno, ter que lidar com a ineficiência ou a falta de equipe disponível em razão da fila de demandas na operadora, lidar com protocolos demorados e ainda, se deparar com o despreparo de alguns atendentes menos experientes.

Se a resolução através desse contato não for possível, é preciso procurar os órgãos de defesa do consumidor, pois o diálogo com a empresa credora pode não trazer resultados favoráveis. As operadoras muitas vezes fazem o cliente desistir da contestação através do cansaço, principalmente se o valor cobrado não for tão alto. Muita gente opta por pagar o valor para não postergar judicialmente a contestação. Quem se sente lesado necessita submeter a situação ao Procon, para que não haja uma negativação no CPF ou CNPJ. Se após todo esse processo houver cobranças indevidas, o cliente pode ainda pedir na justiça a prescrição da dívida e a retirada de seu nome dos cadastros de proteção ao crédito, além de pedir indenização por danos morais, o que implica na procura de um advogado, ações na justiça e suportar uma série de eventos desgastantes.

Sem um acompanhamento, não é possível se precaver totalmente de uma situação de cobrança indevida – afinal, não dá para adivinhar quando a operadora mandará aquela surpresa na sua fatura. Mas o cliente pode sim, garantir o controle sobre suas contas para evitar prejuízos.

E nisso, podemos ajudar! Nossos consultores fazem o acompanhamento de contas para a adoção de uma melhor política de uso dos dispositivos fixos, móveis e de dados, ajudando a contestar contas indevidas, trabalhando na renegociação de planos, ativação de serviços de roaming, relatório de inventários, bloqueio e resgate de chip em caso de perda ou furto, abertura de reparos e de chamados e muitos outros serviços. A Sym tem uma expertise de mais de 12 anos de mercado e pode ajudar em sua gestão! Fale com nossa equipe e saiba como evitar a cobrança indevida em contas de telefonia!